Esqueceram de me acordar

O mundo caía

E meu peito tentava sentir as coisas dos sonhos

Hoje o mundo resolveu acabar e não houve uma só alma que me puxou junto em meio ao caos

Fiquei lá

Ao léu

Me acostumei cedo. Sempre foi assim. Nisso eu tinha uns oito anos

Nossos ciclos pessoais numerológicos correm em nove anos na nossa vida

Até recomeçar

Há quem diga que depois dos nove anos tudo acaba

E ninguém reinicia

Eu tenho medo de retas finais

Mas estou em todas elas me acelerando para que eu não fique em desvantagem na competição

Porém dessa vez ninguém me arrastou

Ah se eu não cuidasse tão bem de mim

Sempre faça você mesmo

Minha mochila já estava pronta antes de eu ir dormir

Almas amigas de outros mundos tem me alertado e instruido sobre tudo

Será um longo trajeto, por isso, vieram me ajudar

Eu não estava sozinho. Ufa

E mesmo com toda a desvantagem, sai voando da minha cama e não correndo ou se arrastando como todos os outros

Mochila nas costas

Pronto

Cheguei primeiro

E eu nunca quis chegar primeiro

Talvez se quisesse, nunca aconteceria

Abri a mochila

Há muita coisa pra fazer

Dizem que do oitavo pro nono ano na sua numerologia pessoal, as coisas se aceleram

E estou tão feliz por isso

Voei como um pássaro

Pena que ninguém viu meu voo

Queria contar pra alguns amigos

Mas eles nunca me entendem então necessito de uma ação diferente de todas as outras que já fiz

E ai vão vir me perguntar sobre tudo

Mas enquanto eu queria, isso nunca aconteceu

A vida tem me ensinado muitas coisas

Voar amplia a minha visão

Pupilas dilatadas

Fogo nas veias

Eu sou um pássaro

E o mundo dos lagartos está para acabar

Será preciso reconstruir tudo

Fechei a mochila. Entendi novos recados

Meus dias tem sido assim, de muito trabalho. Demorei até me alinhar com o agora

Isso foi muito difícil

Começo a ver os primeiros corredores se aproximando

Irei abate-los

No primeiro, lancei bem em seu peito todas aquelas verdades que ele nunca ouviu

Caiu no chão

Se debatendo em lágrimas

Colocou tudo pra fora. Ele está pronto. Ele recomeçou

Dores no meu corpo

Mas estou pronto para muito mais. Que venha para mim todas as doenças e dores de todas as pessoas deste mundo, pois o reinício será intenso e real

E não será adiado

Alguém tem que fazer alguma coisa

Passou bem rápido. Os seguintes corredores consegui ajuda-los todos num só segundo

Meu corpo já se recupera bem

Minha alma… bem, a minha alma não vai se curar neste lugar. A de ninguém nunca se curou

Então me resta trata-la muito bem

E seguir em frente

Pois o fim do mundo me espera

Fui eu mesmo resolver os meus problemas

Mas vi que não era assim, agora

Vieram me amparar. Obrigado. Já reergueram tudo

As pessoas estão bem

O mundo já é outra coisa

Posso voar livre agora

Foi tão fácil enfrentar nossos demônios que começo a sentir que minha alma já se cura

Mesmo nesse mundo

Inacreditável

Não sei o que me espera daqui em diante

Mas continuo voando

Daqui do alto tudo flui melhor

Como eu pude esquecer de bater as minhas próprias asas durante tanto tempo… estava tudo errado por aqui

Mas arrumamos tudo

Todos se engajaram de verdade nesse recomeço

Então

Que venha o novo

Eu amo quando o dia está assim

Finalizando

E as luzes da noite iluminam um novo momento

Tudo diferente

É quase como presenciar dois mundos

O do claro e o do escuro

Transitar foi muito difícil

Mas de agora em diante não há quem se rebele contra o novo

O mundo floresce

As noites são claras e saudáveis

Sinto o bom aroma do luar como sentia ao caminhar pela praia em que eu nasci. Ia sempre em frente… a areia era um universo inteiro

De conchas a carangueijos, encontrei o mundo todo ali

Saudando o luar

A gente dava belas risadas em roda

Ninguém maltratava ninguém

Não comíamos animais que morreram em suplício e medo

E na fogueira fazíamos delícias da natureza

Agradecendo sempre por cada sabor tragado

Dávamos as mãos

Apertando bem forte e olhando nos olhos

Estamos juntos nessa vida e precisamos celebrar

Nada nunca irá se repetir igual

Pare tudo e viva o recomeço do mundo

Antes que recomece outra vez e tudo vire outra coisa

Eu amo o sereno da noite. Obrigado pela reunião hoje aqui, amigos. Nunca me esquecerei

A praia estava linda.

Igor Florim