Existem momentos que são merecidos

Ou apenas muito aguardados. E que de tanto ansiar se tornam especiais

Lembro de um longo período em que eu estive afastado do tempo que é inteiramente meu. Só fazia o que não importava tanto e que consumia todas as minhas horas, sugando meu ânimo e relógio

Sequências de dias que nunca acabam e nunca existem

Parece que não se vive

Nada acontece

Mas agora estou vivendo. Obrigado por perguntar. Foi logo que subi aquela trilha. Depois daquele combate, ganhei muitas e muitas noites para trabalhar em paz. A minha vida começara a existir ali

Porém ainda sobre a trilha, éramos fortemente atacados e mesmo assim continuávamos subindo

Fortes

Invictos

Sugados

Era uma noite de guerra. Todos os planos e dimensões estavam agitados. Mudanças, perseguições, violência

Mas subimos aquele morro. Todo o resto nos atacava, nos agredia

Por vezes eu parava e rugia feito um leão

E continuava caminhando feito um tigre

O leão outrora se inclinava para os sugadores de energia e rugia novamente

Feroz

Irritado

Lúcido

Ninguém iria nos atrapalhar. Pode vir até o próprio capeta que o faremos seguir viagem para outros rumos. Como se capeta existisse

O demônio são os homens

E as mulheres as verdadeiras deusas

Custe o que custar

Corra para longe daqui. Agora compreendo quem sugava minhas energias e jamais deixarei esse tipo de coisa se repetir

Tenho força para a minha defesa

Despertei

Chegamos ao topo do morro. Confesso que eu imaginei que teria noites mais tranquilas para trabalhar no meu estúdio e navegar pela internet porém estamos realmente num planeta desgovernado

Atravessando o universo

Eclodindo com velhas galáxias

Somos o caos celeste encarnado

E você caindo no conto do vigário que te contam

Fizeram todos viverem cegos por milênios mas agora… agora não, jacaré

É tão mais simples você fechar os olhos e ir se conhecer no astral do que esperar profetas, padres, pastores de rebanhos, médiuns e xamãs te darem as respostas

É tão fácil

Funciona tanto. Não é mesmo?

Sempre funcionou

A bondosa igreja em nome de Deus assassinou continentes com a inquisição

Santa inquisição

Fechando os olhos tu é bruxo

Tu é o que sempre foi

Saindo do corpo

Enfrentando o mau

Refletindo luz própria

Se tu soubesse o mundo que tu é por dentro, subiria esse morro todas as noites

No alto dele está seu ser maior

Uma cabana com amigos vitoriosos e corajosos

E evolução

Durante a noite apenas os bravos espíritos sobem até aqui

A maioria das pessoas escolhem apagar. Inconscientes

Mas os bravos não

Os bravos estão trabalhando

Evoluindo o planeta

Um farol luminoso há em cima deste morro

Sinta a energia

É isso o que a noite traz

É essa a minha libertação

Quando eu fechei os olhos e lembrei de tudo. Me perdoei por tudo também. Eu estava cego… de vendas e sem lembrança alguma jogado neste mundo

Salve-se quem puder

Se lembre, irmão

Conto contigo nessa noite

Vá caminhar

Suba o morro

Aprenda algo novo.

Igor Florim