Abra a porta ou me veja pela janela

Talvez eu estacione para cochilar um pouco

Querem nos impedir do trânsito, mas repito: Fujam para bem longe

É uma arte pisar na lama e não sujar as calças

Mas não entrarei num combate direto, já me cansei de tantas guerras

E nosso carro avançando pela floresta

Ao redor alguns seres invisíveis nos acompanham, para eles tudo é diversão e eu me sinto assim, divertido

Guiado para nunca cair em abismos

Essa estrada é perigosa

Querem entrar num combate comigo

E eu digo sempre para que me soltem, antes de ser necessário eu mesmo me soltar

Agredir todos ao meu redor, mas me soltar

Brutalmente acabar com tudo, mas me soltar

Este é um mundo em guerra

E vocês sabem que eu não perco nenhuma batalha

Aqueles seres impulsionaram o meu carro ao voo

E eu dirigindo, cheio de amigos no banco de trás, livros, comidas, risadas

Abaixamos os vidros das janelas e todos debruçados olhando para baixo

A mata que se afasta

A imensidão verde deste solo

E nós cruzando o céu azul

Que estrada linda

Um dia eu estive aqui com o meu amor

A gente dava risadas sem parar

Andando, fumando, tropicando

Fiquei muito tempo sem dar grandes passos, foi preciso assim

É chocante prever o seu próprio futuro

Enquanto alguns temem que algo não dê certo em sua vida outros temem o acontecimento

Pois já sabem o que vem em seguida

Tudo tem o seu momento propício para aflorar

Contudo, não há momento ideal para nada

E assim fui decidindo

Escolhendo qual estradar acelerar

Me perseguem ferozmente

Os deuses me querem

Mas ainda é muito cedo

Continuarei aqui até este mundo se transformar

O Brasil não escapa dessa mudança

Farei com minhas mãos

Precisamos arrumar tudo

Regenerar

Organizem o banco de trás, acho que seremos parados por uma viatura da polícia local

Olá

Estamos indo para o norte

Lá é bem quente

Obrigado

Aceleramos

O mundo atrás de nós sucumbia

O polo magnético da terra inverteu, explosões solares, tsunamis, um salve-se quem puder

Nós precisamos seguir viagem, seu polícia. E não se esqueça de beber água

Os seres invisíveis riram tanto que a gente se libertou mais um pouco

A cura de todos os males é a risada

Essa estrada me lembra de muitas coisas.

Igor Florim