O seu último lançamento foi tão raso

E eu escutando intensamente, observando aquela mente, o seu mundo sujo

Mas sobre ti, pare de tentar ser um não você ou qualquer outro

Preciso comprar uns energéticos

Aqueles whiskys e vodkas miniaturas que vendem em postos 24h

Vê se não demora pra me chamar de novo, desapegar do mundo para ser um forte adulto um pouco

Entrei no meu carro como se nada mais me importasse no mundo

Este ano eu vou mudar meus planos

Assaltar um banco

Numa cena bem intensa de teatro suburbano

Acelerei como se meu mundo fosse você

Sou o último tolo romântico dessa cidade

Acelerei tanto que já não me lembro da sua voz, do teu cheiro ou dos detalhes da sua alma

Estou sem você

À uns 120km por hora

E eu não paro

A noite intensa, o ar gelado, meu pulmão segue irritado e eu pensando em encontrar um hotel para dormir

Fugir daqui

Ver todo o mundo resolvido após uma noite de sono intensa

Eu só penso em acelerar

Ou no máximo lembrar um pouco de quando parávamos no primeiro hotel que desse vontade na primeira rodovia que a gente entrasse

Apenas indo em frente

As nossas coisas no meu carro

As melhores músicas sempre tocando nesse som

Mas não interessa mais se eu tive ou não bons anos e momentos, situações, nada disso agora importa

O tempo passou

Restou eu acelerando o meu VW

Essa estrada é tudo o que eu sou

Indo em frente

Falando com a minha voz

Enfrentando desde sempre essa loucura que é o julgamento moral, a sociedade “intelectual” e o seu discurso ensaiado

Note o quanto eu nunca fui esse tipo de otário

Aos treze anos eu comecei a estudar realmente teatro

Eram os sábados mais divertidos da minha adolescência

Eu cantava como se sempre soubesse fazer aquilo

Porém a bem da verdade, desde que nasci canto por puro fascínio

Perceber o meu corpo vibrando nas notas que eu decido

Seguir o meu instinto, usar a minha voz e o meu som pra isso

Mas eu também falava bem alto e não mostrava ter medo de nada em cima do palco

Acho que vou acelerar mais um pouco

Preciso ir em frente

Acho que eu me sinto mais em casa dentro do meu carro do que no meu próprio lar

Parece que aqui eu sou protegido

Como um cafofo

Você fazia cafuné enquanto eu levava a gente pra qualquer lugar a sós

Um chalé no mato ou uma casa na beira do mar de São Paulo

Foi quando te perdi nadando

Tu foi tão longe e eu em outro plano, voando, saltando do telhado e voando ainda mais alto

E tu se molhando

Braçadas para se afogar

A casa alugada desmoronava

Um tsunami vindo na nossa direção

Eu voando

Aquilo era um caos

Eu vou parar esse carro

Será que não irei acordar desse cochilo aqui no acostamento da estrada?

Está quentinho aqui dentro

Não tenho forças pra mais nada

Eu queria às vezes cair

E ficar caído

Só pelo relaxamento completo

A nula tensão muscular

O meu bem nadou tanto que foi se afogar

Atmosferas diferentes

Foi tudo tão rápido, não lembro de muita coisa

Acordei meia hora depois do cochilo

Parece que se passou muito mais tempo, porém realmente eu estou errado

Tomei a metade da garrafa d’água

Estou com sede

Acendi um cigarro

Abri os vidros pra passar frio

E voltei à estrada

A teimosia é tudo o que não me mata

Eu novamente acelerando, quase chegando no meu destino insano

Engolindo a fumaça do que eu fumo, sorrindo, ouvindo um podcast do meu amigo

Sinto muita saudade de voar

Mas aqui na terra não consigo praticar esse feito

Preciso confessar

Portanto, desapeguei de tudo esse ano

Aceito em absoluto apenas o que me cabe

Sem idealizar um monte de coisas ou sofrer em demasiado por algo que não é para mim de verdade

Vou pensar em apenas me provar para a vida, vivendo, acelerando para chegar onde eu preciso

E sobre qualquer outra pessoa sem ação, cedendo ao tempo, elas que se provem para mim

Acelerar nesse momento é tudo o que me resta e eu não temo o que eu vivo

Mesmo que hoje eu esteja sozinho

Eternamente será assim o jeito com que eu sigo

Me amando

Cuidando do que eu sinto

E procurando um lugar para dormir em paz, protegido, eu me cuido

Esqueci de fumar o meu cigarro, ele queimou por inteiro e sujei todo o tapete do meu carro

Mas eu quero é ser feliz o ano inteiro

E sei muito bem para onde estou indo

Obrigado por não estar mais comigo, antigo amigo, hoje eu me acompanho

Foi o caminho mais insano já percorrido

Me amando

Seja tu muito feliz onde estiver

Nadando

Mudando

É tão bom ser o que eu sinto

Enfim, não me lembro do que eu falei, espero que não tenha sido importante.

Igor Florim